Logo PUCRS PUCRS Universidade PUCRS Administração PUCRS Unidades PUCRS Graduação PUCRS Pós-graduação PUCRS Extensão PUCRS Biblioteca PUCRS Vestibular
FILHOS DA FAMECOS
25 de abril de 2016

“A Famecos moldou meu nível de exigência”

Carlos Kober é diretor artístico da TV Globo e um dos criadores do SET Universitário
Por Nicolle Timm
Carlos Kober no estúdio da TV Globo, em São Paulo, dirigindo um clipe para o programa Fantástico (Foto: Arquivo pessoal)

Carlos Kober no estúdio da TV Globo, em São Paulo, dirigindo um clipe para o programa Fantástico (Foto: Arquivo pessoal)

Poderia ter sido um pianista autodidata, pois tocava piano desde os 7 anos, ou médico, como a família queria. Mas a vocação de Carlos Kober e o gosto pela comunicação falaram mais alto e ele se formou em Jornalismo, em 1983, e em Publicidade e Propaganda, em 1985. Depois de diplomado, tornou-se professor da Faculdade de Comunicação Social (Famecos) da PUCRS e um dos funcionários pioneiros da Videopuc, primeira produtora universitária do país. “Sou quatro vezes filho da Famecos”.

Kober relembra da vida acadêmica como um período intenso, em que passava a maior parte do dia na Faculdade. Desde cedo, foi monitor da disciplina de telejornalismo e, nas horas vagas, praticava e estudava no estúdio de TV. “A Famecos me fez fazer grandes escolhas e moldou meu nível de exigência em tudo o que faço até hoje. São tantas as histórias que me tornei professor”.

Ao relembrar dos docentes, afirma que cada um deixou a sua marca. Apesar disso, cita dois deles. Juan Carlos Sosa, que dava aulas de telejornalismo, é lembrado pelo sotaque uruguaio e descrito como marcante. Antoninho Gonzalez é caracterizado como o professor amigo e parceiro. Diretor da Famecos na época, ele participou de diversas formaturas em que Kober foi paraninfo, depois de formado.

Tanta era a paixão pela casa que o jornalista foi um dos criadores do SET Universitário, evento que está na 29ª edição. Enquanto era aluno, se indignava por fazer diversos trabalhos práticos interessantes e não ter onde exibí-los. Reunido com Carlos Gerbase, atual professor da Famecos, João Brito, então coordenador de Jornalismo, e Alexandre Aloise, então professor de Publicidade e Propaganda, decidiram escrever um projeto e levar ao diretor da Famecos da época, Antoninho Gonzalez. “Ele era muito acessível e adorou a ideia. Mandou fazer, custe o que custasse. Aquilo soou como música para os meus ouvidos”.

Carlos Kober ao lado da TV universitária, utilizada em um trabalho prático acadêmico, que deu origem à ideia do SET Universitário

Carlos Kober ao lado da TV universitária, utilizada em um trabalho prático acadêmico, que deu origem à ideia do SET Universitário

Pilotados pelo coordenador João Brito, o projeto cresceu. Levaram a ideia até o Grupo RBS, em busca de divulgação, e em menos de cinco dias a ideia foi apoiada. “Unimos Relações Públicas (RP), Publicidade e Propaganda (PP) e Jornalismo num só esforço e montamos um grupo de trabalho”. O evento reuniu estudantes do Uruguai, Argentina, Chile, Peru e de outros estados do Brasil. Na memória de Kober, ainda estão os detalhes da noite de entrega de prêmios, que contou com roteiro, passagem de som, ensaio, corte ao vivo e cinco câmeras nos telões.

Hoje, o jornalista se emociona cada vez que participa do evento, que, segundo ele, é o mais longevo dos meios acadêmicos. Ele o vê como o debut do aluno na profissão, seja de PP, RP ou Jornalismo. Para Kober, é sempre uma grande emoção saber que o SET ainda existe e ver o respeito que o evento tem em todos os níveis.

Diplomado, recebeu o convite para ser professor da Famecos, onde permaneceu por 12 anos. No mesmo período, trabalhou na RBS TV. No Rio Grande do Sul, Kober dirigiu o programa Fróide Explica da TV Bandeirantes em parceria com a Videopuc, Companhia 2Mistura Fina da TV Guaíba. No centro do país, tem passagens pela TVE, TV Brasília, Rede Tv, TV AMBEV, TV SENAC, ESPN Brasil e TV Cultura. Hoje, ele é diretor artístico da TV Globo, atuando em coberturas especiais, documentários, na Globo Internacional e em musicais, como o Rock In Rio. Além disso, presta consultoria para os canais da Globosat e é professor no Centro Universitário Carioca (Unicarioca), no Rio de Janeiro.

Kober ressalta que sem paixão não tem a menor chance de dar certo e que esse deve ser o principal motivo para escolher a área. “Não dá para virar 20, 30, 40 horas ininterruptas de trabalho, quando se transmite um Rock in Rio ou um projeto de cobertura especial, sem isso”. Ele diz que os melhores profissionais da comunicação não podem ser preguiçosos nem querer a mesmice. “Agora virou slogan de carro, mas é movidos pela paixão. Este é o segredo da profissão”.

**A próxima reportagem da série Filhos da Famecos será publicada na segunda-feira (2). O entrevistado é Nelson Nadotti, formado na Famecos em 1980, em Jornalismo. Ele é cineasta e autor de telenovelas brasileiras, como Saramandaia, Fina Estampa, Duas Caras e Senhora do Destino.

Tag(s) da matéria: , .
Eu Sou Famecos no Facebook Eu Sou Famecos no Flickr Eu Sou Famecos no Issuu Eu Sou Famecos no Mixcloud Eu Sou Famecos no Scribd Eu Sou Famecos no Twitter Eu Sou Famecos no Ustream Eu Sou Famecos no YouTube RSS do portal Eu Sou Famecos
Marista, Famecos, Espaço Experiência e PUCRS Site Famecos Site Eu Sou Famecos Site PUCRS
Faculdade de Comunicação Social - Famecos/PUCRS
Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 7 - Sala 106 - Porto Alegre/RS - CEP 90619-900
Fone 51 3320.3569 r. 4121 - espacoexperiencia@pucrs.br
Desenvolvido por Espaço Experiência Wordpress.org