Logo PUCRS PUCRS Universidade PUCRS Administração PUCRS Unidades PUCRS Graduação PUCRS Pós-graduação PUCRS Extensão PUCRS Biblioteca PUCRS Vestibular
SALA DE AULA
23 de junho de 2015

Comentarista do SporTV conversa com alunos de jornalismo

Mário Marcos de Souza explicou os desafios que enfrenta trabalhando com opinião
Por Júlia Aguiar
11426471_836324559785276_151182540_n

Antes de atuar no SporTV, Mário Marcos de Souza trabalhou em Zero Hora por 28 anos (Foto: Joana Berwanger)

Observar, desconfiar e prender o leitor pela interpretação e opinião. Para Mário Marcos de Souza, comentarista do SporTV, estas são as funções que um jornalista deve desenvolver hoje. Souza conversou nesta terça-feira (23) com alunos do Curso de Jornalismo da Faculdade de Comunicação Social (Famecos) da PUCRS, na disciplina de Jornalismo de Opinião, ministrada pelo professor Juan Domingues.

Durante a conversa, ele explicou como pensa que um jornalista deve lidar com a informação na época da tecnologia. “Tudo é informação, desde o momento que acordamos até irmos dormir”. Segundo ele, o que diferencia o jornalista é a sua capacidade de saber organizar o que é real e o que é fantasia. Alguém precisa elaborar a informação, e esta é a função dos profissionais da comunicação. “O jornalista é treinado para saber o que é importante e o que não é”.

Uma marca crucial do jornalista sempre foi a credibilidade. Para Souza, isso é potencializado nos dias de hoje, com a força de propagação de informações pelas redes sociais. O comentarista lembrou do filme de Jorge Furtado, O Mercado de Notícias, para explicar  a situação: “Mesmo com dificuldades e com mudanças tecnológicas, o jornalista sempre vai ser indispensável.”

Souza defende a ideia de que a saída para os jornais impressos é a opinião e a interpretação. Para ele, uma transposição do conteúdo para um jornal impresso não funciona, pois o material é baseado nas notícias do dia anterior. Isso justifica o aumento no número de colunistas nos jornais. O texto que interpreta e opina é a alternativa que o leitor tem para ir além do que já foi dito no dia anterior na internet.  “O objetivo é prender o leitor pela interpretação”.

Editor de ZH por 28 anos e atualmente comentarista do canal SporTV, ele afirma que o jornalista deve dar sua opinião sob todos os riscos. O comentário exige agilidade com as palavras e, na hora, não é possível pensar na reação do torcedor. Trabalhar neste ramo envolve tomar decisões rapidamente. “Ao vivo é complicado. Tento me desligar do mundo”, revela.

Eu Sou Famecos no Facebook Eu Sou Famecos no Flickr Eu Sou Famecos no Issuu Eu Sou Famecos no Mixcloud Eu Sou Famecos no Scribd Eu Sou Famecos no Twitter Eu Sou Famecos no Ustream Eu Sou Famecos no YouTube RSS do portal Eu Sou Famecos
Marista, Famecos, Espaço Experiência e PUCRS Site Famecos Site Eu Sou Famecos Site PUCRS
Faculdade de Comunicação Social - Famecos/PUCRS
Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 7 - Sala 106 - Porto Alegre/RS - CEP 90619-900
Fone 51 3320.3569 r. 4121 - espacoexperiencia@pucrs.br
Desenvolvido por Espaço Experiência Wordpress.org