Logo PUCRS PUCRS Universidade PUCRS Administração PUCRS Unidades PUCRS Graduação PUCRS Pós-graduação PUCRS Extensão PUCRS Biblioteca PUCRS Vestibular
EVENTO
20 de maio de 2016

Conferência aborda jornalismo literário em português

Juan Domingues, Antonio Hohlfeldt, Isabel Soares e Alice Trindade falaram sobre o tema
Por Mariana Brun
Juan Domingues é um dos membros da (Foto: Luísa Zelmanowicz)

Juan Domingues é um dos membros da IALJS (Foto: Luísa Zelmanowicz)

Durante os dias 19, 20 e 21 de maio, o Centro de Eventos da PUCRS recebe o a 11ª conferência da Associação Internacional de Estudos em Jornalismo Literário (IALJS). No primeiro dia do evento, Juan Domingues, Antonio Hohlfeldt, Isabel Soares e Alice Trindade conduziram o painel Vozes coletivas, olhar individual: Jornalismo Literário em Português, que aconteceu na Faculdade de Comunicação Social (Famecos) da PUCRS.

A pesquisadora e professora da Universidade de Lisboa, Isabel Soares, deu início às com o trabalho Do Amazonas ao Nordeste: o Brasil sob o olhar de um jornalista português. A apresentação se baseou no autor Miguel Sousa Tavares, jornalista e escritor português, e na obra Sul:viagens, publicado por Tavares, em 2004. O livro reúne uma série de histórias sobre o que o autor viu durante sua ida para São Tomé e Príncipe e Amazônia. De acordo com Isabel, “são nas crônicas de viagens que encontramos relatos sobre o Brasil”.

Alice Trindade, colega de profissão de Isabel há 17 anos, falou sobre Angola – Território e Identidade: as crônicas de Luís Fernando. Além de cronista, ele também é autor e jornalista angolano contemporâneo. Trindade mostrou estatísticas do país e de outros profissionais que contribuem para as publicações, considerando citações e informações sobre a trajetória profissional de cada um.

O professor da Famecos, Antonio Hohlfeldt, trouxe um pouco da sua experiência com o gênero literário para os presentes no auditório. Em 2003, ele saiu do Brasil rumo a Portugal. “A ideia era buscar matéria prima para escrever sobre o jornalismo luso-brasileiro”, explica. Em 2013, o material virou um livro. Ainda assim, os estudos não se cessaram. De acordo com ele,”essa história é muito rica e, apesar do lançamento do livro, ainda está em construção”.

O último a falar foi Juan Domingues, professor da Famecos e membro da IALJS. Ele conta que questionava muito sobre os primeiros indícios do jornalismo literário no Brasil. Foi a partir da indagação que surgiu a pesquisa Relatos de navegação e naufrágios: indícios do jornalismo literário brasileiro. Para ele, a resposta é A Carta de Caminha, que Pero Vaz escreveu sobre as suas impressões sobre a terra que viria a ser chamada de Brasil. A justificativa é que, já naquela época, a narração sobre a saga dos navegadores era extremamente detalhada. O uso de citações de fontes, como o piloto, também foi um dos argumentos. “Ele usou uma estratégia jornalística que nós usamos até hoje”, afirma Domingues.

A programação completa dos próximos dias do evento pode ser conferida no link

 

Eu Sou Famecos no Facebook Eu Sou Famecos no Flickr Eu Sou Famecos no Issuu Eu Sou Famecos no Mixcloud Eu Sou Famecos no Scribd Eu Sou Famecos no Twitter Eu Sou Famecos no Ustream Eu Sou Famecos no YouTube RSS do portal Eu Sou Famecos
Marista, Famecos, Espaço Experiência e PUCRS Site Famecos Site Eu Sou Famecos Site PUCRS
Faculdade de Comunicação Social - Famecos/PUCRS
Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 7 - Sala 106 - Porto Alegre/RS - CEP 90619-900
Fone 51 3320.3569 r. 4121 - espacoexperiencia@pucrs.br
Desenvolvido por Espaço Experiência Wordpress.org