Logo PUCRS PUCRS Universidade PUCRS Administração PUCRS Unidades PUCRS Graduação PUCRS Pós-graduação PUCRS Extensão PUCRS Biblioteca PUCRS Vestibular
CULTURA
13 de outubro de 2014

Ex-famequiano lança o livro Novo Corpo Amoroso

Evento ocorre no dia 14 de outubro, às 19h, na Palavraria
Por Ágatha Pedotte
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Depois de A Extinção da Primeira Pessoa e Sveglia, que recebeu menção honrosa no Prêmio SESC 2009, Edson Migracielo lança o seu terceiro livro: Novo Corpo Amoroso. O lançamento, realizado pela Outr&m Editorial será na próxima terça-feira (14), a partir das 19h, na Palavraria – Livros & Cafés (Rua Vasco da Gama, 165). O livro de 253 páginas narra em prosa poética a aventura lírica de uma socialização por deslocamentos, reconhecendo aspectos ora metafísicos, ora contemporâneos do mundo interior amoroso e paraficcional que habita o coração do homem. O jornalista e ex-Famequiano disponibilizou um trecho de Novo Corpo Amoroso:

“Os trens partiam. Fui comprar minha passagem mas o bilheteiro alegou que o idioma dos trens já tinha sido interditado e por isso já não poderia me vender ingressos para aquele trajeto. Perguntei qual era o nome do trajeto em cartaz, ao que seus lábios tremeram numa convulsão, e depois o corpo todo dele como que se trincou sem dizer nada. Não insisto: não tenho as perguntas programadas. Me afasto do guichê e olho, é preciso dizer que um pouco desolado, para os braços abertos de um relógio atravessando as horas. Será que vou ter que pedir carona? Nisso um homem se aproximou e disse que para quem perdia o trem havia sempre a opção de viajar de ônibus: a estrada fica logo ali, é só sair da estação. Ele tirou um olho da órbita e colocou na palma da minha mão. Minha mão sou eu? Eu sou o amor: dentro de mim ele verá. Depois o homem se afastou. Eu já tinha terminado meu cafezinho. Fui até um telefone público mas não telefonei para ninguém. Apertei o telefone contra o ouvido e ouvi o sinal de discagem: isso também era uma dança? O pulso da máquina solitária ao meu ouvido não me incomodava, fiquei ali de pé com o telefone no ouvido esperando para ver se alguma comunicação acontecia. Eu não queria simplesmente manipular os números: telefone respira. Eu tinha perdido o trem, e agora? O cego apontou a porta giratória. Ele disse: a saída. Depois o homem se afastou. Era cego e se afastou depois de me mostrar uma saída aparente, uma possibilidade. Era estranho: mediante sua órbita esvaziada, era como se um umbigo tivesse recém nascido na cara do cego! Para ver mais?”.

Tag(s) da matéria: , , .
Eu Sou Famecos no Facebook Eu Sou Famecos no Flickr Eu Sou Famecos no Issuu Eu Sou Famecos no Mixcloud Eu Sou Famecos no Scribd Eu Sou Famecos no Twitter Eu Sou Famecos no Ustream Eu Sou Famecos no YouTube RSS do portal Eu Sou Famecos
Marista, Famecos, Espaço Experiência e PUCRS Site Famecos Site Eu Sou Famecos Site PUCRS
Faculdade de Comunicação Social - Famecos/PUCRS
Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 7 - Sala 106 - Porto Alegre/RS - CEP 90619-900
Fone 51 3320.3569 r. 4121 - espacoexperiencia@pucrs.br
Desenvolvido por Espaço Experiência Wordpress.org