Logo PUCRS PUCRS Universidade PUCRS Administração PUCRS Unidades PUCRS Graduação PUCRS Pós-graduação PUCRS Extensão PUCRS Biblioteca PUCRS Vestibular
EVENTO
23 de agosto de 2016

Exposição apresenta novo conceito cultural

Professor da disciplina de Humanismo e Cultura Religiosa da Famecos é curador da mostra
Por Júlia Bueno
Edificações jesuíticas de São Miguel (Foto: Arquivo pessoal)

Edificações jesuíticas de São Miguel (Foto: Arquivo pessoal)

Repercutido internacionalmente ao ser publicado na revista Visioni Latino Americane do Centro de Estudos para América Latina da Universidade de Trieste, na Itália, o tema sobre as peças que compõem as edificações da Província Jesuítica do Paraguai chegou ao Rio Grande do Sul durante o mês de agosto. Observada e estudada pelo professor lotado na Escola de Humanidades da PUCRS, teólogo e docente da disciplina de Humanismo e Cultura Religiosa da Faculdade de Comunicação Social (Famecos), Edison Hüttner, além do gerontologista Eder Hüttner e o arquiteto Rogério Mongelôs, a pesquisa Helenismo Sul-Americano Missioneiro integra o projeto Arte Sacra Jesuítico-Guarani da Universidade. O intuito da mostra, localizada no Museu Júlio de Castilhos, no Centro da Capital, é valorizar as criações feitas pelos latinos e identificar detalhadamente os traços históricos-culturais que formaram a construção. A exposição é gratuita e pode ser visitada pelo público de terça a sábado, das 10h às 18h, até o dia 15 de outubro.

Por meio de desenhos de partes das ruínas, textos explicativos sobre o novo conceito da mostra, símbolos da região missioneira – como a base da coluna de arenito -, fotos e uma réplica da Cruz de São Miguel, os curadores da exposição desejam ressaltar a mescla de culturas envolvidas no trabalho e identificar o nome de cada peça. Edison explica que o helenismo é o encontro da cultura grega com outros povos, além de ser um marco que destaca as diferenças e valoriza os índios guaranis. “No total, são 30 conjuntos arquitetônicos que envolvem Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. Por todos esses países seguirem o modelo de urbanismo da Espanha, fogem do padrão ao passo que apresentam semelhanças”. Expõe ainda que as edificações da Província Jesuítica são compostas por um mosaico de elementos únicos e identitários, favorecendo a questão da multidisciplinaridade.
De acordo com o professor, as construções foram influenciadas por estilos próprios do seu tempo, como o barroco, barroco missioneiro e renascentista-maneirista. Entretanto, o que chamou a atenção não foram as características desses movimentos, mas a presença de elementos da cultura e arte grega, presentes nos frontões, capiteis ou na própria ideologia do espaço. “A reconstrução da história interfere na personalidade da própria pessoa, seja ao ajudar a valorizar outros ângulos ou unir o dualismo entre índios e brancos”, reflete. A mostra, segundo o teólogo, abre perspectiva de ver com novos olhares o templo de São Miguel e de alimentar a ideia de construir um capitel com características da própria região, a exemplo da pitanga, fruto nativo da Mata Atlântica brasileira.
Eu Sou Famecos no Facebook Eu Sou Famecos no Flickr Eu Sou Famecos no Issuu Eu Sou Famecos no Mixcloud Eu Sou Famecos no Scribd Eu Sou Famecos no Twitter Eu Sou Famecos no Ustream Eu Sou Famecos no YouTube RSS do portal Eu Sou Famecos
Marista, Famecos, Espaço Experiência e PUCRS Site Famecos Site Eu Sou Famecos Site PUCRS
Faculdade de Comunicação Social - Famecos/PUCRS
Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 7 - Sala 106 - Porto Alegre/RS - CEP 90619-900
Fone 51 3320.3569 r. 4121 - espacoexperiencia@pucrs.br
Desenvolvido por Espaço Experiência Wordpress.org