Logo PUCRS PUCRS Universidade PUCRS Administração PUCRS Unidades PUCRS Graduação PUCRS Pós-graduação PUCRS Extensão PUCRS Biblioteca PUCRS Vestibular
PRODUÇÃO AUDIOVISUAL
3 de setembro de 2015

Filmes nacionais apresentam queda de público

As produções alcançaram o pior rendimento desde 2012
Por Renata Saraiva
_MG_3129-2

Produção nacional não agradou o público no primeiro semestre do ano (Foto: Letícia Monteiro)

A indústria cinematográfica mundial tem levado cada vez mais brasileiros às salas de cinema. No primeiro semestre de 2015, a arrecadação das bilheterias foi 19,3% maior que o mesmo período do ano passado. Ao todo, 90,4 milhões de pessoas foram conferir mais de 430 títulos exibidos. A produção nacional, porém, não empolgou. Segundo a Agência Nacional do Cinema (Ancine), o número de público dos filmes feitos no Brasil caiu 35,7% em relação a 2014.

O aumento de blockbusters estrangeiros é um dos motivos atribuídos para o crescimento do encanto da população por cinema. Esse estilo de longa-metragem se torna mais atrativo devido ao tom popular dado às produções. Em 2015,  Os Vingadores: a era de Ultron Velozes e Furiosos 7  foram responsáveis por, aproximadamente, 20 milhões de espectadores, tornando-os as duas maiores bilheterias do primeiro semestre do ano. Loucas pra Casar, do diretor Roberto Santucci, ocupou a melhor posição dentre os brasileiros, com uma audiência de mais de três milhões de pessoas.

Conforme balanço realizado pela Ancine, apenas seis títulos nacionais atingiram a marca de 100 mil visualizações. Nos seis primeiros meses do ano, a produção brasileira foi de 50 filmes, sete a menos que o ano passado.

De acordo com o coordenador do curso de Produção Audiovisual da Faculdade de Comunicação Social (Famecos) da PUCRS Fabiano Souza, o motivo da queda de audiência das obras cinematográficas brasileiras pode ser relacionada ao fato de que alguns longa-metragens acabam não dialogando com as pessoas. Porém, ele acredita que há uma safra de novas produções que podem recuperar os números do cinema nacional. “Que Horas Ela Volta?, estrelado por Regina Casé e dirigido por Anna Muylaert, é um trabalho que pode resultar bons frutos ao mercado audiovisual brasileiro”, diz Fabiano.

Para a estudante do curso Ana Paula Ribeiro, a falta de interesse do público está ligada à idade dos amantes da sétima arte.”A nossa geração não valoriza as obras elaborados em estúdios brasileiros”, comenta.

 

Tag(s) da matéria: , , .
Eu Sou Famecos no Facebook Eu Sou Famecos no Flickr Eu Sou Famecos no Issuu Eu Sou Famecos no Mixcloud Eu Sou Famecos no Scribd Eu Sou Famecos no Twitter Eu Sou Famecos no Ustream Eu Sou Famecos no YouTube RSS do portal Eu Sou Famecos
Marista, Famecos, Espaço Experiência e PUCRS Site Famecos Site Eu Sou Famecos Site PUCRS
Faculdade de Comunicação Social - Famecos/PUCRS
Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 7 - Sala 106 - Porto Alegre/RS - CEP 90619-900
Fone 51 3320.3569 r. 4121 - espacoexperiencia@pucrs.br
Desenvolvido por Espaço Experiência Wordpress.org