Logo PUCRS PUCRS Universidade PUCRS Administração PUCRS Unidades PUCRS Graduação PUCRS Pós-graduação PUCRS Extensão PUCRS Biblioteca PUCRS Vestibular
XII SEMINÁRIO INTERNACIONAL DA COMUNICAÇÃO
6 de novembro de 2013

Imaginando o futuro da inteligência coletiva

Pierre Lévy e Lucia Santaella fazem palestra de abertura do Seicom 2013
Por Lucas Leffa e Samuel Lima
Pierre Lévy apresentou seu projeto para tornar a inteligência coletiva humana calculável na palestra de abertura (Foto: Cassiana Martins)

Pierre Lévy apresentou seu projeto para tornar a inteligência coletiva humana calculável na palestra de abertura (Foto: Cassiana Martins)

XII Seminário Internacional da Comunicação (Seicom) começou na noite dessa terça-feira (5) com o auditório do prédio 40 lotado para assistir às conferências de Pierre Lévy, professor da Universidade de Ottawa, e Lúcia Santaella, professora da PUCSP.

Os professores da Faculdade de Comunicação Social (Famecos) da PUCRS, Juremir Machado, João Barone, e Carlos Gerbase e o diretor da Aliança Francesa, Jacques Petriment, introduziram o tema do evento Imaginário em rede: comunicação, memória e tecnologia. Os debates da primeira noite foram mediados pelo professor da Famecos Francisco Rüdiger.

Pierre Lévy apresentou o que classificou como a sua imaginação, uma perspectiva do que acredita ser o futuro. Ele expôs sua teoria de como desenvolver a inteligência coletiva humana através de meios algorítmicos, projeto em que trabalha há 12 anos. Para sustentar sua hipótese, o francês tomou como base o modelo de inteligência coletiva físico, em que a informação é decifrada em três níveis: linguagem, sensibilidade e comunicação. Pôde, então, criar um novo modelo, computacional, correspondente ao de sua análise inicial. “A internet é o espelho da inteligência coletiva humana”, afirmou.

O modelo de categorização é firmado em simetrias cognitivas, que chamou de unidade da memória. Com ele, surge a possibilidade do uso de um novo sistema simbólico automático, que pode ser quantificado. Seria possível, assim, calcular a inteligência coletiva. “Esse é o futuro a ser alcançado nos próximos 20 anos”, previu Lévy.

A palestra da professora da PUCSP Lucia Santaella complementou o discurso de Lévy. Para ela, o conhecimento relevante é o externo, compartilhado, coletivo. “É através da escrita, da fala, que a memória humana cresce continuamente, em ritmo acelerado”, disse. Segundo a pesquisadora, esse conhecimento externo pode até fragilizar o indivíduo, mas contribui muito mais à espécie.

Movida desde a infância pelo pensamento de descobrir como seria o ser humano do futuro, Lucia Santaella leu muitos livros sobre o tema. Ao folhear um deles, ficou fascinada pela afirmação de que a inteligência humana não poderia crescer na caixa craniana. Hoje, acredita em uma nova possibilidade, o cérebro intersticial. “O cérebro do futuro é um produto da fusão entre a inteligência biológica do nosso corpo e a artificial”, explicou.

O evento segue até a próxima quinta-feira (7). As palestras acontecem pela manhã e à noite, e os Grupos de Trabalho ocorrem à tarde.

Eu Sou Famecos no Facebook Eu Sou Famecos no Flickr Eu Sou Famecos no Issuu Eu Sou Famecos no Mixcloud Eu Sou Famecos no Scribd Eu Sou Famecos no Twitter Eu Sou Famecos no Ustream Eu Sou Famecos no YouTube RSS do portal Eu Sou Famecos
Marista, Famecos, Espaço Experiência e PUCRS Site Famecos Site Eu Sou Famecos Site PUCRS
Faculdade de Comunicação Social - Famecos/PUCRS
Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 7 - Sala 106 - Porto Alegre/RS - CEP 90619-900
Fone 51 3320.3569 r. 4121 - espacoexperiencia@pucrs.br
Desenvolvido por Espaço Experiência Wordpress.org