Logo PUCRS PUCRS Universidade PUCRS Administração PUCRS Unidades PUCRS Graduação PUCRS Pós-graduação PUCRS Extensão PUCRS Biblioteca PUCRS Vestibular
LIVROS
6 de julho de 2017

Juremir Machado escreve sobre a gênese do racismo

Professor da Famecos lança livro "Raízes do Conservadorismo Brasileiro"
Por Mariane Castilhos
(Foto: Clarissa Menna Barreto)

(Foto: Clarissa Menna Barreto)

Juremir Machado da Silva, professor na Faculdade de Comunicação Social (Famecos) da PUCRS, lançou essa semana, na Livraria Saraiva, o livro Raízes do conservadorismo brasileiro: a abolição na imprensa e no imaginário social. O escritor conta que pela relevância do assunto, pela possibilidade de compreender questões do presente à luz do passado e pela necessidade de revisitar a luta dos negros por liberdade, a obra foi escrita não apenas para quem se interessa por história mas também para quem deseja viver em um país melhor, em que a escravidão tenha de fato se extinguido para todos. A obra é resultado de uma pesquisa que durou cinco anos, em parceria com bolsistas do CNPq. Materiais históricos foram coletados para desenvolver a escrita.”O trabalho envolveu leitura de jornais da época, pesquisa de fontes primárias e leitura da imensa bibliografia sobre o período”, explica o autor.

Partindo da análise de discursos políticos e jornalísticos do início do século 21, o autor identifica fundamentos conservadores que permearam o contexto da assinatura da Lei Áurea, e sobre os quais foi erigida, um ano e meio depois, a República Brasileira.

Após o término das pesquisas para o livro, resta, segundo o jornalista, uma bagagem com o que se aprendeu durante o tempo de contato com o material. Machado salienta que durante os cinco anos pode aprender mais sobre o passado e o presente, mergulhando no cotidiano dos jornais e dos grandes temas de uma época. “Como o Brasil acordou na segunda-feira, 14 de maio de 1888, um dia depois de ter abolido a sua mais secular e infame instituição? O que disseram os jornais? Como foram as festas? Como foi a votação no parlamento? Quem votou contra? Que argumentos foram usados? Tudo isto foi retomado na memória de quem se envolveu na pesquisa”, completa.

O livro acompanha uma certa ironia que torna o tema mais leve, funcionando como um mecanismo que ajuda o leitor a suportar o espanto de ver a gênese da hipocrisia que ainda hoje sustenta relações de dominação entre classes e raças. Ajudar a compreender como chegamos a ser o que somos, como se constituiu o nosso imaginário e como assentamos as bases do nosso preconceitos, são alguns dos objetivos do escritor. “A abolição caminhou em paralelo como crescimento do racismo. Um paradoxo que precisa ser entendido para que possamos começar a realmente mudar nossa visão de mundo e alterar o fosso social que ainda exclui os negros no Brasil”, finaliza.

 

 

 

Eu Sou Famecos no Facebook Eu Sou Famecos no Flickr Eu Sou Famecos no Issuu Eu Sou Famecos no Mixcloud Eu Sou Famecos no Scribd Eu Sou Famecos no Twitter Eu Sou Famecos no Ustream Eu Sou Famecos no YouTube RSS do portal Eu Sou Famecos
Marista, Famecos, Espaço Experiência e PUCRS Site Famecos Site Eu Sou Famecos Site PUCRS
Faculdade de Comunicação Social - Famecos/PUCRS
Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 7 - Sala 106 - Porto Alegre/RS - CEP 90619-900
Fone 51 3320.3569 r. 4121 - espacoexperiencia@pucrs.br
Desenvolvido por Espaço Experiência Wordpress.org