Logo PUCRS PUCRS Universidade PUCRS Administração PUCRS Unidades PUCRS Graduação PUCRS Pós-graduação PUCRS Extensão PUCRS Biblioteca PUCRS Vestibular
FILHOS DA FAMECOS
26 de outubro de 2015

“Lembro de ser uma época muito feliz da minha vida”

Jornalista Paula Alvim trabalha no Centro de Produção do Esporte da TV Globo
Por Nicolle Timm
paulaalvim2

Alex Escobar, Paula Alvim, Daniele Suzuki, Tiago Leifert e Ivan Moré na Central da Copa das Confederações 2013 (Foto: Arquivo Pessoal)

Com o trecho Foi pouco tempo, mas valeu. Vivi cada segundo… da música Os segundos, de autoria da banda Cidadão Quem, Paula Alvim descreve seus tempos de estudante na Faculdade de Comunicação Social (Famecos) da PUCRS. A jornalista de 33 anos guarda com carinho detalhes da vida acadêmica. Ela ingressou no curso no segundo semestre de 2000 e lembra o dia exato da formatura, 13 de agosto de 2004.

Mesmo se passasse em uma universidade federal, escolheria a Famecos, pois a considera a melhor Faculdade de Comunicação. “É diferente, é muito prática. Eu tinha a certeza de que fazendo Famecos eu ia me dar bem na vida”. A vontade de contar suas histórias de universitária é notável pela animação que tem quando fala sobre esse tempo.

O primeiro professor que recorda com muita admiração é Juremir Machado da Silva. Era sua aula preferida, pela qual esperava a semana toda. Ela acompanhava sua coluna no Correio do Povo e o seu trabalho. “Eu era muito fã dele. Quando fiz a monografia, quis que fosse meu orientador. Fiz questão disso”, lembra.

Seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), pautado pela espetacularização da notícia, recebeu nota máxima pela banca de avaliação. “Ele disse que eu o tinha surpreendido e que estava muito bom”. Ela credita boa parte do mérito a Juremir por tê-la auxiliado nessa etapa. Paula cita outros professores de que se lembra, mas ressalta que esse foi muito marcante. “Por mais que eu tenha carinho por todos, se pudesse resumir, seria ele. O Juremir me fez evoluir muito”, diz, complementando que a Famecos tem professores que vivenciaram aquilo que ensinam.

Uma das histórias contadas por Paula aconteceu na disciplina de Projeto de Radiojornalismo. “Lembro que gravávamos programa toda semana e, num deles, tive um ataque de riso. Tive até que sair do estúdio. Nos divertíamos muito”. Ela considerava as aulas uma terapia, um lazer e acredita ser uma das pessoas que menos faltou. Quando terminou o curso, a jornalista sentiu muita saudade e teve um sentimento de vazio, pois aquilo fazia grande parte de sua vida. “Vivi muito Famecos. Lembro de ser uma época muito feliz. Eu me entreguei total e estava vivendo aquilo de coração”.

O primeiro estágio e emprego foi no site noticioso Baguete Diário, onde aprendeu muito sobre internet. A partir do 3° semestre, trabalhou como assistente contratada na Rede Gaúcha Sat nos turnos manhã e tarde, onde participou de quase todos os programas. O jornalismo esportivo surgiu naturalmente. Além de gostar muito de futebol, a rádio permitia ter bastante contato com a área. No seu vocabulário, não existia a palavra não, e passou a aproveitar todas as oportunidades dentro do Grupo RBS. Fez desde textos comerciais para a Rádio Gaúcha até cobertura de eleições, mas a sua paixão era o rádio. “É uma excelente escola, porque tudo é ao vivo, ajuda a pensar rápido. É a essência do jornalismo”. Foi repórter Kzuka, chegou a ter uma coluna no Jornal Diário Gaúcho e participou do programa Bola nas Costas, na Rádio Atlântida.

Depois de seis anos no Grupo RBS, Paula decidiu que queria aprender outras coisas. “Comecei a sentir falta de fazer coisas diferentes”, relata. Foi numa viagem para o Rio de Janeiro, cidade já adorada por ela, que sua vida profissional estava prestes a mudar. Como já tinha alguns contatos adquiridos através do seu trabalho, visitou algumas emissoras, entre elas o SPORTV. Lá, acabou conhecendo outras pessoas importantes para o futuro da carreira. Com a certeza de que era aquilo que queria fazer, Paula pediu demissão no Rio Grande do Sul e foi embora para a capital carioca. Emanuel Castro, então diretor-geral do SPORTV, a convidou para a cobertura da Olimpíada de Pequim.

“Meu contrato havia terminado ali. Então, enviei um e-mail me despedindo e dizendo que gostaria de voltar. Ele me respondeu dizendo que eu não iria sentir falta, porque não iria embora”. Paula trabalhou no SPORTV por quatro anos, até que surgiu uma vaga temporária de três meses na Globo, em 2010. Ela foi emprestada para a emissora, mas o seu contrato se estendeu por mais nove meses. Nunca mais saiu da Globo. Paula integra o Centro de Produção do Esporte (CPE), onde tem a oportunidade de trabalhar em todos os programas esportivos. “Depois das Olimpíadas de 2016, quero focar em outros projetos. Eu sempre fiz muita coisa, agora quero centrar em algo específico”.

**A próxima reportagem da série Filhos da Famecos será publicada na sexta-feira (30). O entrevistado é José Pedro Vilalobos. Ele trabalhou na RBSTV e na TVCOM por 20 anos. Recentemente, abriu uma empresa de comunicação digital chamada JPV Mídia.

Tag(s) da matéria: , .
Eu Sou Famecos no Facebook Eu Sou Famecos no Flickr Eu Sou Famecos no Issuu Eu Sou Famecos no Mixcloud Eu Sou Famecos no Scribd Eu Sou Famecos no Twitter Eu Sou Famecos no Ustream Eu Sou Famecos no YouTube RSS do portal Eu Sou Famecos
Marista, Famecos, Espaço Experiência e PUCRS Site Famecos Site Eu Sou Famecos Site PUCRS
Faculdade de Comunicação Social - Famecos/PUCRS
Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 7 - Sala 106 - Porto Alegre/RS - CEP 90619-900
Fone 51 3320.3569 r. 4121 - espacoexperiencia@pucrs.br
Desenvolvido por Espaço Experiência Wordpress.org