Logo PUCRS PUCRS Universidade PUCRS Administração PUCRS Unidades PUCRS Graduação PUCRS Pós-graduação PUCRS Extensão PUCRS Biblioteca PUCRS Vestibular
EVENTO
9 de novembro de 2016

Michel Houellebecq participa de bate-papo com alunos

Autor francês falou sobre diferentes assuntos e respondeu a perguntas
Por Bianca Gross
Escritor Michel Houellebecq e professor Juremir Machado (Foto: Caroline Pacheco)

Escritor Michel Houellebecq e professor Juremir Machado (Foto: Caroline Pacheco)

Ficciconista, poeta, ensaísta e argumentista, Michel Houellebecq é um dos mais importantes autores franceses contemporâneos. Na tarde dessa terça-feira (8), a Arena da Faculdade de Comunicação Social (Famecos) da PUCRS foi palco de um bate-papo com o escritor. Em frases sucintas, Houellebecq respondeu distintos temas e curiosidades, como literatura, cinema, política e religião. O evento foi mediado pelo professor Carlos Gerbase e traduzido pelo jornalista e docente Juremir Machado da Silva.

Para Houellebecq, escrever significa estar satisfeito consigo mesmo. Autor de seis romances, nove poesias e quatro ensaios, conta que não tem nenhum plano de início para escrever, entretanto, em algumas ocasiões, cria uma lista de detalhes para agregar às nas obras.

Quando perguntado por Gerbase a respeito de sua experiência no cinema, o autor francês ressaltou aspectos negativos, como o custo das produções e a falta de praticidade para o espectador. Além disso, afirmou: “autores ficam muito dependentes dos diretores e espectadores, o que é diferente para os escritores, que são mais independentes”. Houellebecq tem dois livros adaptados às telas de cinema. O longa baseado em Extensões do Domínio da Luta ficou a gosto do autor. Já Partículas Elementares não saiu como ele esperava: “não foi legal”, disse.

Calmo e observador, o autor conta que sua opinião sobre o Brasil é baseada inteiramente nas conversas com o amigo Juremir Machado da Silva. Houellebecq compartilhou com os alunos suas previsões sobre o futuro brasileiro. Ele disse acreditar que algum partido ligado a religião deve chegar ao poder, mas o país deve continuar perigoso.

Após as polêmicas geradas pelo livro Submissão, Houellebecq disse que não acredita que suas obras façam apologia ao preconceito religioso. Contudo, afirmou também que a religião, quando dominante, facilita o sentido da obediência das leis, estrutura o tempo, o calendário e organiza a vida social.

Eu Sou Famecos no Facebook Eu Sou Famecos no Flickr Eu Sou Famecos no Issuu Eu Sou Famecos no Mixcloud Eu Sou Famecos no Scribd Eu Sou Famecos no Twitter Eu Sou Famecos no Ustream Eu Sou Famecos no YouTube RSS do portal Eu Sou Famecos
Marista, Famecos, Espaço Experiência e PUCRS Site Famecos Site Eu Sou Famecos Site PUCRS
Faculdade de Comunicação Social - Famecos/PUCRS
Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 7 - Sala 106 - Porto Alegre/RS - CEP 90619-900
Fone 51 3320.3569 r. 4121 - espacoexperiencia@pucrs.br
Desenvolvido por Espaço Experiência Wordpress.org