Logo PUCRS PUCRS Universidade PUCRS Administração PUCRS Unidades PUCRS Graduação PUCRS Pós-graduação PUCRS Extensão PUCRS Biblioteca PUCRS Vestibular
PRODUÇÃO AUDIOVISUAL
26 de outubro de 2015

Novíssimo cinema brasileiro abre II Encontro Teccine

Primeiro dia de evento trouxe Emiliano Cunha, Leonardo Bomfim e Germano de Oliveira
Por Laura Franco
21877469903_fbe5a0c23f_z

Iniciativa busca aproximar estudantes do mercado audiovisual (Foto: Natalia Pegorer)

Novíssimo cinema brasileiro foi o tema que deu início ao II Encontro Teccine. A mediação foi de Eduardo Wannmacher, professor de Produção Audiovisual da Faculdade de Comunicação Social (Famecos) da PUCRS. Os convidados, Emiliano Cunha, roteirista e diplomado Famecos em Produção Audiovisual, Leonardo Bomfim, zinematógrafo e jornalista formado pela Famecos, e Germano Oliveira, sócio da Avante Filmes.

Cunha foi quem iniciou a conversa, exibindo cenas de filmes que retratavam o cinema de fluxo. Para ele, a técnica busca uma provocação do olhar. “Estes filmes tornam o espectador presente no espaço e tempo do longa metragem”. No cinema de fluxo, os planos, o espaço e o tempo, transcorrem através do filme. Intensificam o real, prolongam os planos de sequência, construindo atmosferas através de sons, baseado principalmente no sensível e no real. “Estas produções buscam nas suas origens a excitação primária do cinema, propondo uma experiência sensorial. A intenção é fazer o espectador se entregar à obra”.

Sócio da Avante Filmes, Germano de Oliveira comentou as características dos curtas-metragens brasileiros. Para ele, existem recorrências presentes nestas produções. A estética minimalista é uma destas, em que os gestos e os diálogos são banais. Existe também a criação de atmosferas, a utilização de não atores e os equipamentos como forma de ditar a organização do filme. Ele diz que o filme é uma recorrência do próprio diretor. “Colocar-se como realizador do longa é importante, traz sua marca e sua trajetória pessoal para a obra”.

Especialista em filmes de horror, Leonardo Bomfim tratou a sobre nova geração de filmes brasileiros, na qual o terror tenta se encaixar. “O novíssimo cinema brasileiro não dialogava com o cinema de horror, criava-se uma divisão”, explicou Bomfim. As produções brasileiras de terror estão em constante experimentação. De acordo com o especialista, o crescimento de diretoras mulheres e a criação de diferentes filmes que conversam marcam este novo cenário. “Os filmes de horror estão sendo mais convidados, mas eles mesmos devem se convidar mais para participar da esfera do novíssimo cinema brasileiro”.

Eu Sou Famecos no Facebook Eu Sou Famecos no Flickr Eu Sou Famecos no Issuu Eu Sou Famecos no Mixcloud Eu Sou Famecos no Scribd Eu Sou Famecos no Twitter Eu Sou Famecos no Ustream Eu Sou Famecos no YouTube RSS do portal Eu Sou Famecos
Marista, Famecos, Espaço Experiência e PUCRS Site Famecos Site Eu Sou Famecos Site PUCRS
Faculdade de Comunicação Social - Famecos/PUCRS
Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 7 - Sala 106 - Porto Alegre/RS - CEP 90619-900
Fone 51 3320.3569 r. 4121 - espacoexperiencia@pucrs.br
Desenvolvido por Espaço Experiência Wordpress.org