Logo PUCRS PUCRS Universidade PUCRS Administração PUCRS Unidades PUCRS Graduação PUCRS Pós-graduação PUCRS Extensão PUCRS Biblioteca PUCRS Vestibular
COMUNICAÇÃO
20 de outubro de 2016

Onde você se imagina no futuro?

Estudantes de Comunicação acreditam na diversidade de experiências culturais para o sucesso pessoal e profissional
Por Júlia Bueno
PaisesAlterado

(Gráfico: Núcleo de Tendências e Pesquisa do Espaço Experiência, da Famecos)

Os jovens brasileiros estão preocupados com o fato de o mercado de trabalho estar mais seletivo devido à crise econômica. Com o aumento no número de pessoas procurando emprego, a exigência passa a ser ainda maior, e ingressar no ambiente profissional se torna uma tarefa complexa, ainda mais para quem está recém saindo da faculdade. Por isso, é natural que cresça entre os estudantes universitários o medo de se formar e não conseguir vaga. Como alternativa para essas dificuldades, os jovens ainda consideram prestar um concurso público, mas muitos pensam que sair do país, para buscar formação e experiência no Exterior, também pode ser um caminho. De acordo com a pesquisa O jovem brasileiro e o futuro do país, realizada pelo Núcleo de Tendências e Pesquisa do Espaço Experiência, da Faculdade de Comunicação Social (Famecos) da PUCRS, a maioria dos entrevistados considera o Canadá como a melhor opção de destino, se o objetivo diz respeito à qualidade de vida. Em função das oportunidades, 50,82% veem um futuro promissor no país da América do Norte. Se a prioridade for a área da educação, 47,18% elegem os Países Escandinavos como opção preferencial. Suíça, Alemanha e Uruguai também atraem os universitários.

 

collage

À esquerda acima, Brenda Bandeira e ao lado, Luíza Feil. À direita embaixo, Mauriana Vieccilli. Ao lado, Eduarda Endler. (Fotos: Acervo pessoal)

Enquanto alguns jovens sentem vontade de sair do Brasil somente para realizar intercâmbios e conhecer novas culturas, outros desejam construir a carreira no Exterior. Eduarda Endler, estudante do 5˚ semestre de Jornalismo, pretende explorar a América Latina. Encantada pelo Peru e pelas civilizações que habitavam o continente, ela acredita que, antes de tudo, é necessário entender a realidade do próprio país e das nações próximas a ele, para, depois, desbravar horizontes distantes. Futura relações-públicas, Luíza Feil também não pretende deixar de maneira definitiva o país. Por ver no empreendedorismo a solução para enfrentar a atual crise econômica, visa abrir uma confeitaria ou brigaderia nos Estados Unidos, com tempo estipulado. “As taxas de impostos são mais justas, o estímulo à educação é grande e existe segurança”, justifica. Brenda Bandeira, aluna de Publicidade e Propaganda, não pensa da mesma forma. Com ambições pré-determinadas, a jovem crê que em Nova York, cidade mais populosa dos EUA, exista a possibilidade de ter uma grande agência publicitária. Embora queira, primeiro, ser reconhecida no Brasil, tem o sonho de morar fora do país e vivenciar uma nova realidade.

“É o momento de absorver experiências e entrar em contato com outros idiomas, requisitos fundamentais para o currículo de um bom profissional”, afirma Brenda.

 

Quanto à questão que envolve o mercado de trabalho, Mauriane Vieccilli diz ter medo de não conseguir emprego nem alcançar independência logo. Apesar disso, a estudante de Jornalismo acredita que a solução seja não se desesperar, além de ter calma e confiança no próprio trabalho. Eduarda tem um ponto de vista semelhante, e a crença de que basta ser bom naquilo que se faz para garantir um lugar ‘reservado’ no ambiente profissional. “Se tu não dá o teu máximo, tu não te realiza, tu não é o melhor. Então acho que, para conseguir atingir um bom futuro, é necessário começar do início, quando a gente tem que escolher o que fazer”, explica. Em relação ao futuro, todas se imaginam realizadas profissionalmente. Brenda espera trabalhar, em um período máximo de 10 anos, em uma agência no Exterior. Já Mauriane, Eduarda e Luíza preferem permanecer no Brasil, ainda que em estados diferentes do Rio Grande do Sul. Enquanto Mauriane pensa em seguir a carreira do jornalismo ligado ao soft news, Eduarda tem planos relacionados a veículos de comunicação e ao mestrado para, posteriormente, lecionar. Luíza não descarta a possibilidade de viajar para o Exterior, mas afirma que São Paulo e Rio de Janeiro, por exemplo, têm tantas oportunidades quanto fora do país.

Captura de Tela 2016-10-20 às 15.24.21 cópia cópia

(Gráfico: Núcleo de Tendências e Pesquisa do Espaço Experiência, da Famecos)

A pesquisa revela, ainda, que prepondera o desejo dos jovens de ingressar no ambiente profissional atuando como empregado em uma organização da iniciativa privada (56,18%). Consequência do boom do empreendedorismo, 48,18% visam adotar novos formatos de emprego, assim como a busca por funcionários com ambição. O estudo completo foi divulgado no Fantástico, dia 2 de outubro, e pode ser acessado pelo link.

Eu Sou Famecos no Facebook Eu Sou Famecos no Flickr Eu Sou Famecos no Issuu Eu Sou Famecos no Mixcloud Eu Sou Famecos no Scribd Eu Sou Famecos no Twitter Eu Sou Famecos no Ustream Eu Sou Famecos no YouTube RSS do portal Eu Sou Famecos
Marista, Famecos, Espaço Experiência e PUCRS Site Famecos Site Eu Sou Famecos Site PUCRS
Faculdade de Comunicação Social - Famecos/PUCRS
Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 7 - Sala 106 - Porto Alegre/RS - CEP 90619-900
Fone 51 3320.3569 r. 4121 - espacoexperiencia@pucrs.br
Desenvolvido por Espaço Experiência Wordpress.org