Logo PUCRS PUCRS Universidade PUCRS Administração PUCRS Unidades PUCRS Graduação PUCRS Pós-graduação PUCRS Extensão PUCRS Biblioteca PUCRS Vestibular
PRODUÇÃO AUDIOVISUAL
27 de outubro de 2015

Potencialidades da montagem cinematográfica são tema de palestra

Primeira mesa de discussões do dia contou com Giba Assis Brasil, Milton Prado e Bruno Carboni
Por Ana Paula Abreu
Roberto Tietzmann, (Foto: Natalia Pegorer)

Debate foi mediado pelo professor da Famecos Roberto Tietzmann (Foto: Natalia Pegorer)

O último dia do II Encontro Teccine, promovido pela Faculdade de Comunicação Social (Famecos) da PUCRS, abordou montagens do cinema contemporâneo. Entre os palestrantes estavam os cineastas Giba Assis Brasil, Milton Prado e Bruno Carboni. O professor Roberto Tietzmann mediou o encontro.

Os convidados exibiram trechos de documentários e dialogaram sobre as produções e o desenvolvimento das montagens. Assis Brasil transmitiu parte do filme O Mercado de Notícias, quando trabalhou em parceria com Jorge Furtado. O filme traz 13 jornalistas que apresentam considerações a respeito da mídia no Brasil. “A montagem chega com muitos significados. Esta polissemia é fundamental para a poesia, mas atrapalha a ciência”.

Segundo ele, existem três conceitos de montagem: habilidade, técnica e arte. “A habilidade é um procedimento que serve para juntar pedaços do filme. Regras, truques e atalhos estão inseridos na técnica. A concepção geral do filme aparece com a arte”, explicou.

Milton Prado comentou suas experiências pessoais na área da montagem e apresentou trechos com cortes diferentes do filme Nós Duas Descendo a Escada. O documentário narra a história de amor entre duas garotas que se separam por causa de uma viagem. “As principais diferenças entre os três são o tempo, a abolição de cenas externas, cortes nos diálogos e o acréscimo de trilha musical”.

Fundador da produtora de cinema Tokyo Filmes, Bruno Carboni contou que começou a trabalhar com montagens durante o período em que estudou na Famecos. Iniciou produzindo vídeos institucionais e, depois da formatura, decidiu criar a produtora com mais três sócios. Carboni exibiu um trecho do filme Castanha, que foi o primeiro longa-metragem da empresa. “Tentei ficcionalizar as cenas documentais que aparecem no filme. As conversas não foram roteirizadas, por isso o processo de montagem é fundamental”. Ele acredita que além do montador, toda a equipe deve entender sobre montagem e acompanhar o processo.

Tag(s) da matéria: .
Eu Sou Famecos no Facebook Eu Sou Famecos no Flickr Eu Sou Famecos no Issuu Eu Sou Famecos no Mixcloud Eu Sou Famecos no Scribd Eu Sou Famecos no Twitter Eu Sou Famecos no Ustream Eu Sou Famecos no YouTube RSS do portal Eu Sou Famecos
Marista, Famecos, Espaço Experiência e PUCRS Site Famecos Site Eu Sou Famecos Site PUCRS
Faculdade de Comunicação Social - Famecos/PUCRS
Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 7 - Sala 106 - Porto Alegre/RS - CEP 90619-900
Fone 51 3320.3569 r. 4121 - espacoexperiencia@pucrs.br
Desenvolvido por Espaço Experiência Wordpress.org