Logo PUCRS PUCRS Universidade PUCRS Administração PUCRS Unidades PUCRS Graduação PUCRS Pós-graduação PUCRS Extensão PUCRS Biblioteca PUCRS Vestibular
10 ANOS TECCINE
27 de outubro de 2014

Público do cinema migra para a série de TV

Palestras mostram evolução da produção seriada na televisão
Por Rafael Timm
Palestra sobre séries. palestrantes: Vinicíus Mano,  Sheron Neves, Vicente Moreno. Mediador: Roberto Tietzmann. Foto: Heike Knebel/Famecos/PUCRS

Palestra sobre séries. palestrantes: Vinicíus Mano, Sheron Neves, Vicente Moreno. Mediador: Roberto Tietzmann. Foto: Heike Knebel/Famecos/PUCRS

A série de televisão é um fenômeno mundial. Gradativamente, o público está substituindo a fidelização com o cinema para a narrativa seriada. Para explicar essa migração, Sheron Neves, Vicente Moreno e Vinícius Mano palestraram no seminário A Vida em Fatias – Conversas sobre Séries de Tv nesta segunda-feira (27), na Faculdade de Comunicação Social (Famecos), em evento que comemora os 10 anos Curso Superior de Tecnologia em Produção Audiovisual (TECCINE). O tema Breaking Bad, Mad Men e como chegamos lá abordou o panorama histórico-industrial em que a televisão está inserida, como gancho às séries propostas. A mesa foi coordenada pelo professor Roberto Tietzmann.

A palestra começou com Sheron mostrando um panorama geral de produção de séries para televisão e o papel fundamental da rede americana HBO. A evolução se iniciou com o surgimento da televisão a cabo, quando os canais passaram a produzir conteúdos para diferentes nichos de audiência. O objetivo era a segmentação. Com o surgimento de canais premium, que não tem publicidade e são sustentados pelos assinantes, como a HBO, há maior liberdade na produção e no conteúdo. “As séries assumem em seu enredo temas polêmicos, como sexo explícito, violência e poligamia”, afirmou Sheron. O salto de qualidade que a televisão sofreu evidencia-se nas características da Quality Television: realismo; temática controversa; pedigree; novos gêneros e subgêneros. O Hill Street Blues foi o marco inicial, na década de 80, com seus arcos (enredo) que duram uma temporada, tom melancólico e personagens complexos. “A narrativa não se encerrava dentro do episódio. Ele apresentou uma sofisticação sem precedentes na tv”, avaliou.

O cinema americano está em decadência narrativa. Com essa afirmação, Vicente Moreno iniciou sua fala sobre as razões do sucesso cada vez maior da televisão e da substituição da fidelidade que o público tinha com o cinema. “Hoje, esperamos o lançamento de um episódio de Breaking Bad como meu pai esperava para ir às quinta-feiras ver o novo filme do Western no cinema”, afirmou Moreno. Os longas-metragens, em média, duram 120 minutos, o que causa uma limitação no desenvolvimento dos personagens e enredo. Na série, o protagonista não precisa de uma introdução, o que é uma vantagem em relação à obra cinematográfica. “Breaking Bad é construído no que não é dito, ou seja, acabamos virando cúmplices do segredo de Walter White”, afirmou. Moreno ainda ressaltou que as séries mais curtas, produzidas por canais premiums, favorecem na qualidade do produto.

Mad Men foi o tema central da fala do professor da Famecos Vinícius Mano. A série é exaltada por não entregar uma fórmula pronta ao telespectador. Assim, a previsibilidade não ocorre. O orçamento da produção é um dos determinantes para a qualidade cinematográfica, requisito do briefing. Como exemplo, Mano mostrou uma cena em que foram gastos US$ 250 mil apenas na música. Ele ressaltou que Mad Men está atenta a sua borda, ou seja, cria produtos para seus fãs, como aplicativos de como fazer drinks e bonecos. A publicidade é uma parte muito importante, pois utiliza o recurso de marcas inseridas. “O produto está inserido na história, faz parte do enredo”, afirmou Mano.

Eu Sou Famecos no Facebook Eu Sou Famecos no Flickr Eu Sou Famecos no Issuu Eu Sou Famecos no Mixcloud Eu Sou Famecos no Scribd Eu Sou Famecos no Twitter Eu Sou Famecos no Ustream Eu Sou Famecos no YouTube RSS do portal Eu Sou Famecos
Marista, Famecos, Espaço Experiência e PUCRS Site Famecos Site Eu Sou Famecos Site PUCRS
Faculdade de Comunicação Social - Famecos/PUCRS
Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 7 - Sala 106 - Porto Alegre/RS - CEP 90619-900
Fone 51 3320.3569 r. 4121 - espacoexperiencia@pucrs.br
Desenvolvido por Espaço Experiência Wordpress.org