Logo PUCRS PUCRS Universidade PUCRS Administração PUCRS Unidades PUCRS Graduação PUCRS Pós-graduação PUCRS Extensão PUCRS Biblioteca PUCRS Vestibular
TECCINE
28 de outubro de 2014

Seminário debate texto, montagem e direção de séries

Léo Garcia, Ana Luíza Azevedo e Milton do Prado compartilharam experiências
Por Larissa Schwade
Foto: Helena Rocha

Foto: Helena Rocha

A segunda palestra do seminário  A Vida em Fatias – Conversas sobre Séries de Tv, que ocorreu nessa segunda-feira (27), em comemoração aos 10 anos do Curso Superior de Tecnologia em Produção Audiovisual (TECCINE) da Faculdade de Comunicação Social (Famecos) debateu sobre o tema Escrevendo, montando e dirigindo séries. Com mediação da professora Aletéia Selonk, a mesa foi composta por Léo Garcia, Ana Luíza Azevedo, e Milton do Prado, grandes profissionais do mercado audiovisual.

O início foi a partir de uma contextualização das séries americanas, pois o Brasil está atrasado 50 anos comparado ao mercado audiovisual dos EUA, segundo o roteirista Léo Garcia. O Brasil, portanto, tem que correr atrás e aprender com eles. Para quem cria séries, o desafio maior é deixar o público “viciado”, pois histórias em si não resultam em séries, é preciso ter um grupo de histórias. O roteirista apresentou aos estudantes e professores presentes a montagem da série LOST, frisando a busca por escritores, os interesses em comum e as ideias interligadas. Para Garcia, ao criar deve-se ser produtor também. Ele relaciona também que a TV paga está mudando o mercado brasileiro. Ele é coordenador da Alfaiataria Itinerante, um laboratório de criação de séries que irá acontecer em sete cidades do Rio Grande do Sul: Porto Alegre, Alegrete, Bagé, Caxias do Sul, Passo Fundo, Pelotas e Santa Maria.

Com ampla bagagem de direção, Ana Luíza Azevedo concentrou sua palestra nas suas séries humorísticas, como Doce de Mãe, da Globo. Primeiramente, ela disse que é preciso conhecer o público, o horário e se o canal onde a série será exibida é aberto ou fechado. Isso faz parte do trabalho prévio, como decupar o produto e pensar cena a cena. Assim, a série ganha uma identidade. Milton do Prado lembrou que atualmente há um excesso de produção audiovisual e que é preciso entender como é esse novo produto. “O mercado audiovisual precisa se reinventar, até na cultura, pois, para a maioria dos brasileiros, a novela é o produto seriado mais assistido”, disse, acrescentando que o desafio maior das séries é trabalhar com o arco dramático e suas durações.

Eu Sou Famecos no Facebook Eu Sou Famecos no Flickr Eu Sou Famecos no Issuu Eu Sou Famecos no Mixcloud Eu Sou Famecos no Scribd Eu Sou Famecos no Twitter Eu Sou Famecos no Ustream Eu Sou Famecos no YouTube RSS do portal Eu Sou Famecos
Marista, Famecos, Espaço Experiência e PUCRS Site Famecos Site Eu Sou Famecos Site PUCRS
Faculdade de Comunicação Social - Famecos/PUCRS
Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 7 - Sala 106 - Porto Alegre/RS - CEP 90619-900
Fone 51 3320.3569 r. 4121 - espacoexperiencia@pucrs.br
Desenvolvido por Espaço Experiência Wordpress.org