Logo PUCRS PUCRS Universidade PUCRS Administração PUCRS Unidades PUCRS Graduação PUCRS Pós-graduação PUCRS Extensão PUCRS Biblioteca PUCRS Vestibular
25° SET UNIVERSITÁRIO
19 de setembro de 2012

Último dia de SET abre com games e comunicação

Por Eduardo Deconto

Foto: Guilherme Testa/Famecos/PUCRS

Conhecido por aliar cultura, conhecimento e diversão, oSET Universitário trouxe uma dose de jogos virtuais ao último dia de programação de sua 25ª edição. Na palestra Como a tecnologia digital e os games estão transformando a comunicação, o designer e proprietário da Farofa Studios, Saulo Ribas, e o jornalista de games do portal G1 Gustavo Petró discutiram os caminhos em que o jornalismo e os games se encontram no mercado da comunicação.

Ribas ingressou no mercado do design editorial em 1995, na Editora Abril, na qual desenvolveu capas de revistas Playboy e Quatro Rodas. A experiência trouxe a possibilidade de compreender o sentido e a montagem das publicações e ampliar sua visão sobre a comunicação. “Eu me desprendi da revista e me prendi ao projeto em si”, destaca.

Após 11 anos na Abril, o designer migrou para a Editora Globo, como diretor de criação. Com o novo cargo, Ribas trabalhou em novos projetos gráficos e passou a pensar em novas alternativas para trabalhar o entretenimento nessa área. “Temos de fazer empreendedorismo interno, vir com uma ideia maluca e fazer com que a empresa a compre”, sugere. Dessa maluquice, a equipe de designers da organização montou o Mundo do Sítio, um espaço virtual com games e livros eletrônicos voltados para crianças. “O projeto aliava a parte criativa e o gerenciamento dos servidores, para tornar o site seguro. Foi um processo pensado, já que muitas atividades têm conteúdo educativo”, lembra.

Atento ao mercado de entretenimento brasileiro – o Brasil é o 3º país que mais cresce no uso de smartphones – e inspirado pela criação do Mundo do Sítio, Ribas idealizou outra criação: a Farofa Studios, fundada em 2011. O estúdio desenvolve aplicativos para a diversão das crianças, como livros e games, e projetos mais sérios, como um mapa de um hospital de São Paulo, fazendo uma mistura de criação e tecnologia. “Vivemos num momento sem limites, no qual se encontra muito trabalho. As coisas estão diferentes, hoje o jovem sai da faculdade e monta sua empresa” analisa o designer.

Se Ribas percorreu um longo caminho pelo design editorial até chegar à criação de aplicativos, a relação profissional de Gustavo Petró com games é muito mais direta. Formado na Famecos em 2004, o jornalista se questionava: “o que eu faço agora? Cubro futebol? Vou para a editoria de Polícia?” E foi conversando com amigos que percebeu que seu destino era trabalhar com jogos virtuais. “Afinal de contas, era o que eu fazia, fiz minha monografia sobre isso e consumia tudo sobre o assunto. De revistas a games”, diverte-se Petró.

Com o mercado editorial de games concentrado em São Paulo, o jornalista deixou Porto Alegre em busca de seu sonho, na capital paulista. O início de sua trajetória não foi dos mais fáceis. “Consegui um freelance na revista EGM Brasil e, como não tinha computador, precisava ir à redação escrever”, lembra. De freelance em freelance, Petró passou por publicações como a Nintendo World e Gamemaster até chegar à Folha de São Paulo, na editoria de tecnologia. “Foi uma experiência muito boa. Na hora, fiquei triste por não trabalhar mais com games, mas cresci bastante profissionalmente”, celebra.

Atualmente, além de ser repórter de games do portal G1, é comentarista de games da Globo News. Lidando com um público variado, o jornalista vê como desafio criar um texto que satisfaça os gamers assíduos e seja compreensível a quem não se apega tanto aos jogos. “Tenho de agradar uma tia do Oiapoque e outra do Chuí”, brinca.

Petró ressalta que, apesar de lidar com jogos virtuais, a apuração para fazer uma matéria é a mesmo de qualquer editoria. Com o mercado cada vez mais restrito para a área, o jornalista incentiva os alunos a buscarem um espaço. “Eu tive o diferencial de trabalhar como jornalista, não como um fã de games. O principal é levar os jogos a sério”.

Tag(s) da matéria: .
Eu Sou Famecos no Facebook Eu Sou Famecos no Flickr Eu Sou Famecos no Issuu Eu Sou Famecos no Mixcloud Eu Sou Famecos no Scribd Eu Sou Famecos no Twitter Eu Sou Famecos no Ustream Eu Sou Famecos no YouTube RSS do portal Eu Sou Famecos
Marista, Famecos, Espaço Experiência e PUCRS Site Famecos Site Eu Sou Famecos Site PUCRS
Faculdade de Comunicação Social - Famecos/PUCRS
Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 7 - Sala 106 - Porto Alegre/RS - CEP 90619-900
Fone 51 3320.3569 r. 4121 - espacoexperiencia@pucrs.br
Desenvolvido por Espaço Experiência Wordpress.org