Logo PUCRS PUCRS Universidade PUCRS Administração PUCRS Unidades PUCRS Graduação PUCRS Pós-graduação PUCRS Extensão PUCRS Biblioteca PUCRS Vestibular
FILHOS DA FAMECOS
4 de setembro de 2017

Vivian Cunha: “A Famecos foi o início da minha carreira”

Vivian integrou a turma de jornalistas diplomados em 2008
Por Victor Eduardo Siviero Alves

Vivian ao lado da equipe do Miss RS (Foto: Arquivo Pessoal)

Ter em mente o que quer, mas sem se definir em metas. Fazer da melhor maneira que puder e não se limitar nem se satisfazer com o bom. Esses são os conselhos de Vivian Cunha, jornalista formada em 2008 pela Faculdade de Comunicação Social (Famecos) da PUCRS, aos futuros comunicadores. Vivian procurou na Famecos o ambiente de muito prestígio que ouvia falar e teve certeza de que se decidisse cursar jornalismo, ou Relações Públicas, uma de suas opções, seria na Faculdade. “A Famecos sempre foi muito bem conceituada”, conta. Sem ter certeza de que jornalismo era a profissão ideal para o seu futuro, a profissional explica que o grande empurrão para ela ter convicção pelo curso foi apenas aos 15 anos, quando uma crônica sua foi publicada pela Zero Hora, no concurso “Jornalista por um dia”, um caderno especial publicado anualmente pelo Jornal.

Ao ingressar na Famecos na segunda metade de 2004, Vivian sustentava a expectativa de escrever para um público preferencialmente infantil. Ela sentia vontade de produzir publicações de uma maneira que despertasse o gosto das crianças pela leitura, porém trazendo curiosidades e informações. A partir disso, tinha como inspiração a forma como a Revista Recreio apresentava seus conteúdos para o público jovem. “No fim, nunca trabalhei em redação de revista. E, para falar a verdade, não sinto falta”, comenta. A jornalista mantém o sentimento de que sempre gostou muito da Faculdade e revela que o estúdio de rádio, ao lado do bar, eram os lugares em que ela mais gostava de frequentar enquanto aluna. Muitos professores marcaram a trajetória da estudante na Famecos, mas três deles têm o seu destaque especial: o professor Antônio Holfeldt, que fez com que ela despertasse o olhar crítico, Vitor Necchi, o seu orientador no Trabalho de Conclusão de Curso e o atual coordenador do curso de Jornalismo, Fábian Chelkanoff, que apresentou a ela as aulas de introdução ao jornalismo. “As aulas do Fábian foram essenciais para saber se a gente realmente queria seguir na profissão”, constata.

Ainda com a matrícula do primeiro semestre, Vivian começou a estagiar no Jornal O Sul, onde ficou por quase dois anos. Ela foi copydesk, trabalhou como repórter na editoria de Variedades e como diagramadora. “Foi bem interessante, pude experimentar logo cedo como era trabalhar em uma redação”, avalia a comunicadora que depois estagiou por poucos meses na assessoria de imprensa da Secretaria do Meio Ambiente de Porto Alegre. Em 2007, ela entrou para o Grupo RBS como estagiária da TVCOM. Ficou durante um ano como estagiária dos programas Falando Abertamente, com Tânia Carvalho, e Estúdio 36, com Tulio Milman, além de fazer produção de coberturas especiais. “Foi aí que me apaixonei de vez por TV, onde trabalhei por nove anos”, revela. Ainda na RBS, foi editora e diretora do Anonymous Gourmet, clássico programa culinário do Rio Grande du Sul, onde viajou para Portugal duas vezes para gravar programas especiais. Além disso, foi editora-chefe do TVCOM Tudo+ e do #PortoA, desempenhou a mesma função que no cargo anterior em sua passagem pelo Octo, dirigiu a transmissão do Carnaval de Porto Alegre e coordenou a transmissão dos programas Bah!, especial de 20 de setembro, e Garota Verão, da RBS TV.

Assumir a direção do Anonymus Gourmet ainda bem jovem implicava uma série de responsabilidades. Vivian tinha apenas 24 anos quando topou encarar o desafio que, por causa da pouca idade, traria dificuldades, mas, também, grandes surpresas. Na TVCOM, ela relata que teve momentos felizes. O maior desafio, segundo ela, era ser gestora de uma equipe relativamente grande. Enquanto na RBS TV ela dirigia um programa culinário, na TVCOM a profissional tinha uma revista de 1h30min para editar e colocar no ar ao vivo. “O trabalho era bem maior e mais diverso. Foi muito legal. Pude me aproximar novamente do jornalismo cultural, que eu sou apaixonada”, conta. Para ela, produzir programas ao vivo  tem uma sensação de vitória diária, cada edição é uma edição, com seus erros e acertos, muito “frio na barriga” e improvisos. O Octo foi uma experiência curta, mas intensa para a profissional. O grupo dela trabalhava muito para transmitir 6h de programação ao vivo diariamente. Programas ao vivo, inclusive, são a paixão da jornalista. “Eu adoro produzir e dirigir esses projetos. A adrenalina vai lá em cima e tu tem que ter muita atenção e resposta rápida”, relata.

Vivian, no suíte de produção da RBS TV, esperando para entrar ao vivo (Foto: Arquivo Pessoal)

Após sua saída da RBS TV, em setembro de 2016, Vivian estava se dedicando exclusivamente a sua marca de joias artesanais e pensava que ia ficar somente administrando seu negócio, quando em junho deste ano,  foi surpreendida pelo convite da Ciça Kramer e do Caco da Motta, para coordenar o site e as redes sociais da Band RS, incluindo TV e rádios. “Estou muito feliz em poder estar em um projeto que pode crescer bastante”, comenta. O seu primeiro desafio na nova etapa, foi o Miss Rio Grande do Sul, que a emissora transmitiu pelo Facebook, durante uma semana, além de fazer a cobertura online do concurso. Para ela, trabalhar com redes sociais é também estar perto do público, pois, hoje, a internet é onde as pessoas entram em contato não só com amigos e familiares, mas também com os meios de comunicação tradicionais. “É essencial estar aberto para sugestões e poder ouvir o que as pessoas têm a dizer. É isso que eu mais gosto ao trabalhar com internet. Sem falar que é por onde muitos vêm se informando e se comunicando”, afirma. Trabalhar em um grande veículo traz grandes desafios e responsabilidades. Conforme Vivian, grandes veículos têm know-how, o profissional dispõe de estrutura e equipe para fazer um trabalho bem feito e a responsabilidade se resume em que tudo ocorra o mais perfeito possível, pois quanto mais gente estiver olhando, lendo ou ouvindo, maior o impacto.

O momento da formatura é único, sensação de dever cumprido e muita expectativa para seguir a carreira, como explica Vivian. Ela se formou em 2008 e sua maior surpresa foi ter tido a maior média entre os formandos da turma. Após deixar a faculdade, realizou uma pós-graduação em Televisão e Convergência Digital, pela Unisinos, e uma MBA em Marketing Digital, na ESPM. Para ela, poder ajudar a construir um mundo melhor mostrando o que está errado, dando espaço para projetos e pessoas que fazem a diferença e levando cultura de uma maneira massiva, é que mais a encanta em seus trabalhos.

A faculdade representa o começo de uma jornada e, para Vivian, isso não foi diferente. “A Famecos foi o início da minha carreira. Tenho muito carinho. É a minha escola e também dos meus irmãos, que se formaram em Publicidade e Propaganda”, relata. Ela fez amizades que leva até hoje e comenta que só deixou de frenquentar o ambiente universitário por causa dos “descuidos e correrias” da vida.

 

Tag(s) da matéria: , .
Eu Sou Famecos no Facebook Eu Sou Famecos no Flickr Eu Sou Famecos no Issuu Eu Sou Famecos no Mixcloud Eu Sou Famecos no Scribd Eu Sou Famecos no Twitter Eu Sou Famecos no Ustream Eu Sou Famecos no YouTube RSS do portal Eu Sou Famecos
Marista, Famecos, Espaço Experiência e PUCRS Site Famecos Site Eu Sou Famecos Site PUCRS
Faculdade de Comunicação Social - Famecos/PUCRS
Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 7 - Sala 106 - Porto Alegre/RS - CEP 90619-900
Fone 51 3320.3569 r. 4121 - espacoexperiencia@pucrs.br
Desenvolvido por Espaço Experiência Wordpress.org